REFERÊNCIA NO MERCADO

MARCAS E PATENTES.

Presente em todo o território nacional.

REFERÊNCIA NO MERCADOMARCAS E PATENTES.

Presente em todo o território nacional

SERVIÇOS

Confie e Faça com Quem Entende

Prestamos um serviço de qualidade que supera os modelos e condutas de trabalho já engessados, praticados pela concorrência no mercado, que lutam por mais um cliente e não por um cliente fidelizado e satisfeito.
A Empresa

NossoDiferencial

Assessoria em Propriedade Intelectual com Sistema Próprio

Como uma assessoria em propriedade intelectual, nosso principal objetivo é oferecer serviços de alta qualidade e soluções eficientes para proteger sua propriedade intelectual. O que nos diferencia é o fato de contarmos com um sistema próprio, desenvolvido especialmente para otimizar e agilizar todo o processo de registro e acompanhamento de marcas e patentes.

Nosso sistema foi projetado levando em consideração as necessidades e desafios enfrentados por nossos clientes. Com ele, somos capazes de oferecer um atendimento personalizado e eficiente, garantindo que todas as etapas do processo sejam realizadas de forma ágil e precisa.

+ 0 mil
PROCESSOS ATIVOS
PORQUE CONTRATAR A ÔMEGA MARCAS E PATENTES

Benefíciosdo Nosso Próprio Sistema

Agilidade:

Nosso sistema automatizado nos permite realizar pesquisas de disponibilidade de marcas e patentes de forma rápida e precisa. Isso nos permite fornecer resultados em tempo hábil, economizando tempo valioso para nossos clientes.

Acompanhamento em tempo real:

Com nosso sistema, podemos acompanhar o status de seus processos de registro em tempo real. Isso nos permite fornecer atualizações regulares e manter nossos clientes informados sobre o progresso de seus pedidos.

Organização e segurança:

Nosso sistema mantém todos os dados e documentos relacionados aos processos de registro de forma organizada e segura. Isso garante que todas as informações estejam disponíveis quando necessário, evitando perdas ou extravios de documentos importantes.

Personalização:

Nosso sistema permite a personalização dos serviços de acordo com as necessidades específicas de cada cliente. Podemos adaptar o sistema para atender às suas demandas exclusivas, garantindo um serviço sob medida.

Entre em contato conosco hoje mesmo

e descubra como nosso sistema próprio pode fazer a diferença na proteção de sua propriedade intelectual. Estamos ansiosos para trabalhar com você!

clientes atendidos

Nossos Clientes

Depoimentos

O Que Falam Nossos Clientes?

Cuidados ao Escolher uma Assessoria

Ao escolher nossa assessoria em propriedade intelectual, você terá acesso a um sistema próprio que agiliza e simplifica todo o processo de registro e acompanhamento de marcas e patentes. Nossa equipe de especialistas está pronta para utilizar essa ferramenta poderosa para proteger sua propriedade intelectual de forma eficiente e segura.

FAQ

Perguntas e Respostas

A maioria dos empreendedores se enganam quando pensam que ao depositar o pedido de registro no INPI já são titulares das marcas. Ao depositar uma marca, é necessário realizar a pesquisa de viabilidade, verificar corretamente a documentação de titularidade, descrição da logomarca de acordo com os padrões solicitados, adequação da classificação e acompanhar o pedido até que ocorra a finalização, cumprindo as exigências de acordo com os prazos legais. Além disso, incluindo também o acompanhamento após a finalização, apresentando recurso em caso de nulidade, comunicando prazos de renovação, e pedido de marcas semelhantes para combater a concorrência desleal, zelando pelo seu patrimônio.

Basicamente a marca é registrada de forma defensiva ou ofensiva. Ou seja, você pode registrar uma marca para evitar que alguém tente impedi-lo de usá-la (caso das pequenas empresas) ou para evitar que os outros usem essa marca (geralmente estratégia de empresas médias e grandes).

Só uma marca registrada pode gerar receita através de licenciamento, franquia ou venda.

O registro da marca garante ao seu titular o direito de exploração comercial da marca, o direito de impedir que terceiros imitem, reproduzam, importem, vendam ou distribuam produtos com sua marca sem sua autorização.

Errado. Você pode até mudar de marca, mas isso não evita que você responda pelo uso que fez da marca registrada de outra empresa. Nesses casos, é comum que o titular da marca exija indenização, além da mudança imediata da marca.

Só na mudança de marca você já tem prejuízo: imagine ter que mudar todos os impressos, veículos, fachada, placas, carimbos e até o registro na Junta Comercial.

Sim. O registro na Junta Comercial tem abrangência estadual; a marca registrada no INPI tem abrangência nacional. Além disso, o registro da marca no INPI pode cancelar o registro na Junta Comercial.

É difícil quantificar um problema que pode até nem acontecer, mas vamos tentar: se você não registrar, mas alguém fizer isso e sua empresa pode ser processada por uso indevido de marca e o autor do processo poderá solicitar indenização. Essa indenização varia entre 3% e 5% do faturamento bruto de sua empresa nos últimos cinco anos.

Caso ele somente solicite que você pare imediatamente de usar, isso pode ser exigido com um, dois ou mais dias, a critério do proprietário da marca (cabe ao juiz concordar ou não com esse prazo). Você terá que desembolsar os valores referentes à impressos, fachada, notas fiscais, veículos adesivados etc.

O INPI estabelece que para o registro da marca você deverá exercer licitamente a atividade para a qual pretende proteger a marca. Por exemplo, se você pretende registrar uma marca para proteger artigos do vestuário, deverá provar que exerce essa atividade. Geralmente isso é feito através do objetivo social descrito no contrato social da sua empresa, por isso geralmente as marcas são registradas por pessoas jurídicas.

Talvez. No Brasil as marcas são registradas por classes. São 45 classes diferentes, que reúnem produtos ou serviços com afinidades. Então podemos ter a marca “Continental” registrada para uma empresa na classe de Cigarros e para outra na classe de Eletrodomésticos e assim por diante.

Se a empresa citada estiver usando a marca para outro produto ou serviço, é bem possível que você possa proteger sua marca. Além disso, se o uso for para a mesma atividade, mas você tiver como provar que usa a marca há mais tempo, também há chance. É preciso estudar o caso detalhadamente.

Calma, existem exceções. Marcas muito conhecidas recebem uma proteção especial do INPI, mas isso não é nenhuma irregularidade, lobby ou coisa assim. É simplesmente a manutenção do mesmo princípio que guia o registro da marca – “evitar que o consumidor se confunda”. Imagine ter uma marca Farmácia Gerdau. Certamente todos pensariam que tem vínculo com a Gerdau S/A, certo? E uma lanchonete Coca-Cola? Confecções MacDonald’s?

No Brasil o registro de marca é concedido por períodos de dez anos e pode ser renovado indefinidamente. Mas o titular da marca tem que solicitar a renovação do seu registro durante o nono ano de vigência do registro, caso contrário ele pode perder a marca.

Sim. Esse é um problema muito comum, especialmente quando a empresa entra em processo de falência é frequente a perda de prazo. Além desses casos, muitas vezes a empresa simplesmente perde o interesse na marca e abandona o produto/serviço. É uma excelente oportunidade para que alguém que procura por uma marca nova.

Essas marcas, abandonadas, estão legalmente livres para que qualquer um as registre. Muitas delas ainda têm forte apelo de mercado e consumidores fiéis.

Pedidos de registro feitos em 2007 levarão de 1,5 à 2 anos, pedidos feitos à partir de Fev/2008 devem levar, no máximo 1,5 anos.

EXPLICAÇÃO: Quando comecei a trabalhar com marcas, o INPI levava menos de 2 anos para conceder uma marca, os anos foram passando, os pedidos acumulando, funcionários (analistas do INPI) foram se aposentando e chegamos ao número atual de 600 mil processos encalhados…Mas existe luz no final do túnel: Em fevereiro de 2008 o Brasil irá aderir ao Protocolo de Madrid, mas para isso, deverá cumprir uma exigência, as marcas tem que ser concedidas em 18 meses, no máximo.

Por isso o INPI aumentou (no final do ano passado) em 70% seu quadro de funcionários e está analisando absurdos 21.000 pedidos por mês, para até fevereiro, zerar o déficit e poder cumprir o prazo do Protocolo de Madrid.